Sala 19

O blog de História de Fabiana Scoleso

  • Calendário

    julho 2016
    D S T Q Q S S
    « jul    
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  
  • Categorias

  • Twitter

  • Sala19 no Facebook

  • RSS Google News

    • Elefante mata menina de 7 anos em zoológico no Marrocos - Globo.com
      Globo.comElefante mata menina de 7 anos em zoológico no MarrocosGlobo.comUm elefante do zoológico de Rabat, no Marrocos, matou uma menina de 7 anos após lançar uma pedra com a tromba. A garota foi atingida na cabeça. O caso aconteceu na terça-feira (26), segundo a agência Efe. A menina não ultrapassou a linha de ...Pedra disparada por elefante mata menina de […]
    • Papa Francisco cai durante missa na Cracóvia, na Polônia - Globo.com
      Globo.comPapa Francisco cai durante missa na Cracóvia, na PolôniaGlobo.comO Papa Francisco caiu durante uma missa em Cracóvia, na Polônia, nesta quinta-feira (28), segundo a Associated Press. Ele foi socorrido por padres e bispos que participavam da cerimônia no santuário de Jasna Góra, em Czestochowa. Aparentemente ...Papa Francisco passa bem após cair em m […]
    • Crescimento econômico da zona do euro desacelera no 2º trimestre - Globo.com
      Globo.comCrescimento econômico da zona do euro desacelera no 2º trimestreGlobo.comO crescimento econômico da zona do euro desacelerou no segundo trimestre diante da estagnação na França, enquanto o desemprego permaneceu pouco acima de 10% em junho, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (29). PMI Composto ...Desemprego permanece estável na zona do […]
    • Turquia ordena fechamento de dezenas de veículos de imprensa - Globo.com
      Globo.comTurquia ordena fechamento de dezenas de veículos de imprensaGlobo.comUm decreto publicado no Diário Oficial da Turquia ordena o fechamento de 45 jornais, 16 emissoras de TV e 23 estações de rádio, segundo notícia divulgada nesta quarta-feira (27) pela agência oficial Anadolu. A lista de meios de comunicação não foi ...Turquia: o golpe que pode abala […]
  • RSS UOL Economia

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • RSS Último Segundo – iG

    • Composto do chá verde bloqueia entrada de zika em células, diz estudo
      iG São PauloPesquisa realizada por cientistas de São José do Rio Preto, em São Paulo, analisou substância que já é conhecida por inibir atividade de diversos vírus Composto do chá verde que pode inibir atividade do zika vírus em células é a epigalocatequina galato Foto: PixabayPesquisa realizada em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, aponta que um […]
    • Igreja Católica teme atentado contra o Cristo Redentor durante os Jogos Rio 2016
      AnsaSacerdote se preocupa com a segurança no monumento durante a Olimpíada e cobra a entrega de equipamentos de raio-x e detectores de metaisA Igreja Católica brasileira teme que o Cristo Redentor, o monumento mais famoso do Rio de Janeiro, seja alvo de atentados durante os Jogos Olímpicos, que ocorrem de 5 a 21 de agosto na cidade. Nesta quinta-feira (28), […]
    • Defesa de Dilma apresenta alegações finais no processo de impeachment
      Agência BrasilPeça, com cerca de 500 páginas, foi entregue pelo ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo; alegações serão agora analisadas pelo relator do processo Defesa da presidente entregou na Comissão Processante do Impeachment os documentos com as alegações finaisFoto: Andressa Anholete/Estadão ConteúdoA defesa da presidente afastada Dilma Rousseff […]
    • Procuradoria diz ao STF que Delcídio violou acordo sobre prisão domiciliar
      Estadão ConteúdoMinistério Público Federal entendeu que o ex-senador não tem cumprido os requisitos que permitiram sua saída da carceragem; delator da Lava Jato pode receber uma advertência da Justiça ou até mesmo voltar a ser preso MPF entendeu que Delcídio não tem obedecido parte dos requisitos para que responda às acusações em liberdadeFoto: Wilton Junior […]
  • RSS UNICAMP

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • RSS BBC Brasil

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Posts Tagged ‘escravismo colonial’

Economia Colonial Portuguesa

Posted by sala19cmi em segunda-feira, 2 abril 2012

O Brasil era uma colônia de exploração, dentro do antigo sistema colonial, é um Sistema de relações econômicas, políticas, sociais e culturais que tornam dependente uma colônia em relação à outra metrópole.

Presume-se assim a perda de uma liberdade administrativa de territórios colonizados, sob posse militar. (Nesse sentido, o colonialismo se apresenta como um fenômeno resultante da revolução Comercial europeia que aconteceu entre os séculos XV e XVI), que atingiu o seu mais alto grau no século XIX, sendo assim prolongada até os anos à Segunda guerra Mundial.

A grande propriedade monocultura:

A monocultura é um sistema de exploração agrícola, que chamamos de produção ou cultura agrícola de apenas um tipo de produto. Ela está associada aos latifúndios, grandes extensões de terras. A grande propriedade era monocultora e voltada para o mercado externo, utilizando mão-de-obra escrava, no inicio com os índios e, posteriormente, os negros africanos.

A sociedade açucareira que se organizou era o reflexo da economia agrária, escravista, por que no engenho, tinham poucos trabalhadores assalariados, estes se submetiam as ordens e influência do grande proprietário.

Como sabemos, os escravos viviam em senzalas, que eram lugares de um só compartimente, todos misturados, homens, mulheres e crianças. Os escravos ficavam responsáveis por todos os trabalhos braçais, como por exemplo nos canaviais, casa grande. Eles tiveram uma grande influência no trabalho agrícola.

O escravismo colonial:

A escravidão foi utilizada para que pudessem se organizar economicamente, como já vimos antes. Existiam dois tipos de escravidão: a vermelha (dos índios) e a escravidão africana.

Nessa época não poderia ir contra o sistema de escravidão, pois eram reprimidos de forma violenta, mas os próprios negros, não se calavam, mesmo sofrendo, sendo chicoteados, vivendo uma realidade opressiva, lutavam contra e tentavam a liberdade a todo custo, a maios prova disso foram as criações de quilombos, onde abrigava escravos fugitivos.

Mas os jesuítas eram contra a escravidão indígena, o que durante um tempo não adiantou muito por que os colonos além da escravidão africana queriam os índios como mão-de-obra por terem menos custos que a escravidão africana. Mas foi em 1759 quando um decreto pombalino aboliu a escravidão.

O escravo na economia brasileira:

O escravismo chegou ao Brasil por volta de 1531 com a expedição de Martim Afonso de Sousa, que foi desde o período colonial até o final do império. A escravidão no Brasil foi marcada pelo uso de escravos vindos do continente Africano, sempre lembrando que alguns indígenas também sofreram com a escravatura.

Os escravos trabalhavam na agricultura, com foco na parte açucareira, e na mineração. Contribuíam com a economia tanto do país, quanto dos senhores de engenho, donos de terras, por que eram mãos de obras onde também usavam da permuta, eles trabalhavam e em troca recebiam moradia e alimentação, mas não tinham um horário em sua jornada de trabalho.

Os estados onde os escravos tiveram grande enfoque foram: São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Alagoas, Sergipe e Bahia.

O Tráfico de escravos:

A África era vista como reserva de mão-de-obra escrava, a serem tirados de sua nação e exportados para vários países.

Durante os primeiros quatro séculos – do século 15 à metade do 19 – de contato dos navegantes europeus com o Continente Negro, a África foi vista apenas como uma grande reserva de mão-de-obra escrava, a “madeira de ébano” a ser extraída e exportada pelos comerciantes. Traficantes de quase todas as nacionalidades montaram feitorias nas costas da África.

As simples incursões piratas que visavam inicialmente atacar de surpresa do litoral e apresar o maior número possível de gente foram dando lugar a um processo mais elaborado.

Os mercadores europeus, com o crescer da procura por mão-de-obra escrava, motivada pela instalação de colônias agrícolas na América, associaram-se militarmente e financeiramente com sobas e régulos africanos, que viviam nas costas marítimas, dando-lhes armas, pólvora e cavalos para que afirmasse sua autoridade numa extensão a maior possível.

Os prisioneiros das guerras tribais eram encarcerados em “barracões”, em armazéns costeiros, onde ficavam a espera da chegada dos navios tumbeiros ou negreiros que os levariam como carga humana pelas rotas transatlânticas.

Os principais pontos de abastecimento de escravos, pelos menos entre os séculos 17 e 18 eram o Senegal, Gâmbia a Costa do Ouro e a Costa dos Escravos. O delta do Negar, o Congo e Angola serão grandes exportadores nos séculos 18 e 19.

Quantos escravos foram afinal transportados pelo Atlântico? Há muita divergência entre os historiadores, alguns chegaram a projetar 50 milhões, mas Rua Certe (in Te Atlântica cave tarde: A cenhos, 1969) estima entre 9 a 10 milhões, a metade deles da África Ocidental, sendo que o apogeu do tráfico ocorreu entre 1750 a 1820, quando os traficantes carregaram em média uns 60 mil por ano.

O tráfico foi o principal responsável pelo vazio demográfico que acometeu a África no século 19.

A dinâmica da economia colonial:

Na dinâmica colonial chamada de produto rei, períodos ou fases. Neta época existia ciclos econômicos, o que na verdade não corresponde à das economias a dos tempos coloniais.

FONTE: http://www.colegioweb.com.br

Posted in 2º Ano E.M. | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 37 outros seguidores