Sala 19

O blog de História de Fabiana Scoleso

  • Calendário

    janeiro 2017
    D S T Q Q S S
    « jul    
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    293031  
  • Categorias

  • Twitter

  • Sala19 no Facebook

  • RSS Google News

    • Israel aprova construção de novas casas de colonos; Netanyahu conversa com Trump - Estado de Minas
      UOLIsrael aprova construção de novas casas de colonos; Netanyahu conversa com TrumpEstado de MinasIsrael relançou neste domingo a colonização, ao aprovar projetos de construção de centenas de casas em Jerusalém Oriental, horas antes de uma conversa por telefone entre Benjamin Netanyahu e Donald Trump, que convidou o premier israelense a ...Trump e Netanyahu […]
    • Valls e Hamon disputarão segundo turno das primárias socialistas na França - Globo.com
      Globo.comValls e Hamon disputarão segundo turno das primárias socialistas na FrançaGlobo.comCandidato da esquerda do partido surpreende e ultrapassa ex-premiê no primeiro turno da primária. Pesquisas indicam que nenhum dos dois é favorito na eleição presidencial. Facebook · Twitter ...Candidatos para 2º turno das primárias socialistas na França são definidos […]
    • Acidente com Teori Zavascki: Avião que caiu em Paraty é retirado do mar - Globo.com
      Globo.comAcidente com Teori Zavascki: Avião que caiu em Paraty é retirado do marGlobo.comO avião que caiu na quinta-feira (19) com Teori Zavascki e outras quatro pessoas em Paraty foi retirado do mar na noite deste domingo (22). A balsa com um guindaste para içar a aeronave havia chegado ao local do acidente por volta das 18h e a remoção ...Destroços do aviã […]
    • Número de mortos em descarrilamento de trem na Índia passa de 30 - Globo.com
      Globo.comNúmero de mortos em descarrilamento de trem na Índia passa de 30Globo.comSocorristas ainda tentam encontrar sobreviventes neste domingo (22). Acidente aconteceu dois meses depois de um descarrilamento similar deixar 146 mortos. Facebook · Twitter. Agence France-Presse. Por France Presse. 22/01/2017 09h28 Atualizado há ...Acidente de trem deixa pelo […]
  • RSS UOL Economia

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • RSS Último Segundo – iG

    • Avião que levava Teori e mais quatro pessoas é retirado do mar em Paraty (RJ)
      iG São PauloAeronave caiu na última quinta-feira (19) e matou todos que estavam a bordo; destroços serão levados para perícia no aeroporto do Galeão, no Rio Trabalho de retirada dos destroços será feito por empresa contratada pela seguradora do avião acidentadoFoto: Reprodução/GlobonewsFoi iniciada neste domingo (22) a remoção dos destroços do avião que caiu […]
    • Polícia do Rio Grande do Norte prende 17 por envolvimento em rebeliões
      iG São PauloTambém foram presos suspeitos de participação em ataques fora do presídio de Alcaçuz; outros dois adolescentes foram apreendidos no Estado Exército foi enviado ao Rio Grande do Norte para reforçar o trabalho da Polícia Militar no EstadoFoto: Divulgação/Governo do Rio Grande do NorteA Polícia Civil do Rio Grande do Norte afirma já ter prendido 17 […]
    • Dono de avião que caiu com Teori era sócio de André Esteves, do BTG Pactual
      iG São PauloMinistro do Supremo que morreu no acidente aéreo havia revogado a prisão domiciliar do banqueiro no ano passado; queda da aeronave matou outros 4 Carlos Alberto Fernandes Filgueiras era sócio Carlos Daniel Rizzo da Fonseca%2C que integra quadro societário do BTGFoto: Reprodução/JucespDono do avião que caiu na última quinta-feira (19) com o minist […]
    • "Por que essas pessoas não votaram?", ironiza Trump sobre Marcha das Mulheres
      iG São PauloPresidente disse que celebridades "fazem mal à causa"; segundo as organizadoras, cerca de 2,5 milhões de pessoas participaram dos atos "As celebridades fazem mal à causa", escreveu Trump em seu perfil pessoal no TwitterFoto: Facebook/ Donald J. Trump/ ReproduçãoEm resposta às pessoas que foram às ruas neste sábado (21) para pr […]
  • RSS UNICAMP

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • RSS BBC Brasil

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Fórum

O Retorno de Karl Marx

Ilha das Flores

Fórum Inaugural: 

 

A Crise do Capitalismo

 

Como a era do Capital declinou?

 

49 Respostas to “Fórum”

  1. Filipe Hernandes Dias Cristófaro 2ºB said

    A era do capital declinou pois o que acontece é que quem não possui um capital bom, tem que vir a pegar comida estragada do lixão,e quem possui um capital de alto nível vem a comprar do supermercado,mas a maioria da população hoje em dia não possui um capital elevado e com isso vem a pegar comida de lixo,ou seja vem a pegar comida estragada,e como nao sendo a maioria da populção que tem um capital medio ou alto,o capitalismo entra em crise pois se a vendedora de perfume nao vender o perfume ela nao compra do supermercado que por sinal tambem vai acabar não comprando do seu fornecedor,e isso gera uma crise.

  2. Daniel Ramos Nunez said

    O video fala sobre os principios do capitalismo, onde o ser humano como animal mais desenvolvido e predominante, cria o dinheiro, para facilitar nas transaçoes comerciais, acabando com o sistema de trocas. O sistema capitalista tem fases, como é o caso do tomate, que é comprado pela vendedora de perfume, que tira o lucro em seus perfumes, que para vender precisa de clientes com uma certa renda. Esse sistema entra em crise quando por exemplo a vendedora de perfume nao tem para quem vender seu produto, por causa da falta de capital nas maos de segundos, como é o caso das pessoas que iam pegar lixo na ilha das flores, entao se a mulher do perfume nao vender, ela nao vai comprar o tomate, que por sua vez, ira diminuir a produçao, que tambem por sua vez, ira parar de alimentar as pessoas na ilha das flores, que ira parar a venda nos supermercados, aumentando cada vez mais esse bolo de neve…ate que o capital se reestabeleça, e tudo volte ao normal.

  3. Pedro Gregório Mekhitarian Filho 2ºB said

    Na minha opinião o vídeo demonstra como a economia é totalmente dependente de fatores, onde se um fator inicial não funcionar acaba afetando a todos os outros fatores. O que por sua vez acaba afetando a vida de diversas pessoas.
    Como o vídeo mostra um exemplo seria a vendedora de perfumes, a qual compra das fábricas de perfume e revende com o intuito de obter lucro para gastar o dinheiro com os seus gastos e assim funciona o sistema. Este entra em crise quando acontece algo com a fábrica de perfumes, ou com a produção de tomate ou até mesmo se a mulher não conseguir revender seus produtos. Se isso continuar durante um certo período de tempo ocorre uma crise o que acaba desencadeando uma série de outros problemas. Porém após um tempo (semanas, meses ou até mesmo anos…) o sistema se restabelece.

  4. Sumaya Abdul Ghaffar 2º B said

    O vídeo retrata claramente a desigualdade social que os seres humanos vivem, desde que o mundo é mundo. Por diversas vezes é citado no vídeo o porquê dos seres humanos serem diferenciados dos animais – a presença de um encéfalo altamente desenvolvido e dos polegares. As imagens presentes trazem a dúvida: se somos todos iguais, por que há tanta diferença entre o modo de vivermos? Justamente por causa do sistema utilizado, o capitalismo. No entanto, a implantação de um sistema igualitário, na nossa atualidade, é mera utopia. Mesmo com o capitalismo declinando ou em crise, é ainda a prática mais lucrativa para muitos. Essa crise se dá através de uma desigualdade social extrema, quando as pessoas deixam de comprar tal produto. Consequentemente, a produção deste produto diminui e o preço aumenta, para manter um possível lucro. Quem precisa comprar esse produto, se o compra, acaba gastando mais, podendo haver falta de dinheiro. Mas se o produto permanece nas prateleiras e há a falta de dinheiro dos compradores, utilizando o exemplo do vídeo, poderíamos elementar um ciclo vicioso: O produtor de tomate vende seu produto a um preço mais alto, que é vendido pelos supermercados por um preço mais alto ainda. Os compradores podem deixar de comprar, e o mesmo acontece com a fábrica. Se o preço de custo para a fabricação do perfume aumenta, a vendedora o compra mais caro e é obrigada a revendê-lo com um preço maior. Suas vendas podem diminuir e isso pode afetar as compras que realiza no supermercado. Essa relação só se recupera após algum tempo (ou muito tempo), quando o capitalismo – e a produção inicial – volta a ser estável.

  5. Gustavo Enrique P.A.B Grasseschi 2ºB said

    Bom esse video mostra muito como o produto alimentado pelo capitalismo gira em torno dos humanos. O ser humano com um poder intelectual muito avançado se destaca dos outros animais, porque eles geram objetos para poder sobreviver, no caso produtos agricolas, produtos farmaceuticos e etc. Isso é o polegar opositor do ser humano. Porém todos seres humanos tem um poder intelectual avançado e um polegar opositor mas porque há tantas diferenças nas classes sociais? Penso em falta de oportunidades, o senhor Suziki com sua inteleginecia disse vou vender tomates em troca de dinehiro para sobreviver, Anete vende perfumes em troca de dinheiro para sobreviver e com esse dinheiro obtido compra alimentos para sua família sobreviver, e quem não tem essa oportunidade é sujeito a ir ao lixo e pegar seus alimentos para sobreviver , lembrando que o lixo é um local improprio para o ser humano. Todos humanos tem os mesmos direitos , mas é o capitalismo criado por esses mesmos seres humanos que os diferem.

  6. Catalina Schmiedel Manssur said

    Este vídeo tem o intuito de retratar o que nós seres humanos vivemos nos dias de hoje: a era do capitalismo, que mal administrado gera desigualdade social e grandes crises economicas, políticas e sociais, que atingem diretamente tanto uma família como uma multinacional. Com base nos fatos mostrados no vídeo podemos dizer que pequenas coisas podem trazer grandes consequências para a economia, política e sociedade, como exemplo a vendedora de perfumes, se ela não conseguir obter um lucro na venda de seus produtos, não terá dinheiro para fazer compras no mercado, no caso comprar tomates, sendo assim o produtor de tomates também será afetado, pois na próxima safra terá de produzir menos, pois em grande quantidade os tomates não serão mais vendidos, e não vendidos vão ficar nos mercados esperando um comprador, como a vendedora de perfumes que comprou um tomate estragado, possivelmente de uma safra mais antiga, e o jogou no lixo. Mas, hoje infelizmente, existem pessoas sem renda financeira para ir ao mercado e escolher seus tomates, então a única opção é tentar achar algum resto de comida no lixão, como o tomate estragado. Mas como nós seres humanos podemos ser tão iguais e tão diferentes ao mesmo tempo?! Na minha opinião tudo isso é consequência do capitalismo. Para uns ele pode ser a melhor coisa, a melhor fonte de lucros, mas para outros é apenas um tomate estragado.

  7. Mariana Goto da Costa 2ºB said

    O vídeo demonstra como é o capitalismo no mundo de hoje. Antigamente quando não havia sido inventado o dinheiro, para as pessoas obterem o que queriam eles trocavam os produtos que cultivavam, umas com as outras. A partir do surgimento do capitalismo, as pessoas passaram a utilizar o dinheiro para fazer as suas compras, conforme é mostrado no vídeo. Porém e as pessoas que não tem condições financeiras, que não recebem seu dinheiro? É dai, que começam a surgir as diferenças sociais. Quem possui condições, para ter uma qualidade melhor de vida, produz ou até mesmo compra o produto, e revende por uma taxa de preço mais alta. Consequentemente, quem o comprou, gasta mais. E o mesmo, começa a produzir, para poder ganhar dinheiro e como consequecia, poder gasta-lo com o que necessita. Porém, se ninguém comprar o que o homem produziu, ele começa a entrar em prejuízo, logo não teria como comprar os outros produtos que necessitaria. Entretanto, as pessoas que não tem condições de ganhar seu dinheiro ficam sujeitas as sobras, as sobras de quem normalmente tinha. Então, concluímos que, para termos uma vida estável dependemos uns aos outros, pois, se pararmos de comprar, logo eles produziriam menos ou até mesmo parariam de produzir, o que levaria o homem a uma qualidade de vida muito pior onde ninguém produziria e ninguém compraria.

  8. Raiany Torres de Souza - 2ºB said

    O vídeo mostra como não é tão grande a diferença entre nós, Seres Humanos e os animais , o que realmente nos diferencia,é o encéfalo altamente desenvolvido, o polegar opositor e a liberdade, pois, hoje no mundo ainda há muita desigualdade social, um exemplo disso é quando no vídeo retrata que tem famílias que vão ao supermercado, compram o que precisam para sua refeição, o que elas acham que não ta bom, jogam no lixo e aquele tomate (como mostra no vídeo) vai para Ilha das Flores que é um lugar que na verdade serve para deposito de lixo, onde as pessoas que não tem dinheiro vão lá, têm exatamente 5 minutos para pegar o que querem e uma dessas coisas que eles pegam é o tomate que a Dona Anete jogou no lixo, pensando não servir para nada. Ai vem à pergunta: Será que realmente todos nós somos livres?Não, pois se fossemos livres, alguns não teriam 5 minutos para pegar o que querem e ainda mais do lixo, sendo que alguns animais domésticos, hoje, têm tudo, ração, veterinário, até brinquedos, diferente dessas pessoas sem dinheiro que não tem nem comida saudável. Mas tudo isso começou por causa do capitalismo há alguns anos atrás quando o senhor Suzuki trabalhava 12 horas por dia para vender os tomates para o supermercado, e a Dona Anete ia lá comprar com o dinheiro que ela conseguia com o trabalho de vender perfumes de uma fabrica. Na verdade é tudo uma continuação e se as pessoas não se conscientizarem, essa desigualdade pode continuar ainda por muitos e muitos anos.

  9. Leonardo Paulin Ribeiro - 2º B said

    O documentário mostra o funcionamento de uma sociedade capitalista em que o dinheiro é tido como a maior forma de sobrevivência e de geração de alimento.
    Uma sociedade tem como base o seu setor primário em que se destacam a pecuária e a agricultura, o documentário faz menção a isso com a plantação do tomate, logo após isso o cultivador vende em busca de dinheiro a um supermercado, com o tomate a venda para o público, uma cidadã, que tem o dinheiro obtido por vendas de perfume, caracterizando o setor terciário compra o tomate e então faz o molho. O que não é utilizado se destina ao lixo, dando fim ao ciclo do Capitalismo.
    Diante de tudo isso, o capitalismo não se desenvolve somente de forma maravilhosa e bem organizada, nem tudo são flores. No sistema do capital também há pessoas que acabam ficando sem dinheiro, formando uma classe diferenciada e que infelizmente não tem os mesmos direitos do que as pessoas de maior poder aquisitivo. É aí que entra a exclusão social e a má distribuição, o lixo jogado pelas pessoas é deixado aos porcos, animais que tem sua alimentação a base de verduras, legumes e grãos. Esses porcos não possuem uma capacidade intelectual desenvolvida e possuem donos, os quais o deixam no lixo para buscar alimento e conseqüentemente engordarem. Após isso pessoas são obrigadas a procurar restos que os porcos deixaram. Assim, esse povo é considerado inferior ao porco. O que nos faz pensar se estamos agindo corretamente, se eles não teriam de estar no começo do ciclo do capitalismo e não pegando restos de comida estragada, somos todos iguais, temos todos o mesmo modo de pensar e agir, qual seria a resposta para isso. A resposta correta seria sim, somos todos irmãos e de mesma capacidade intelectual (a presença de um encéfalo altamente desenvolvido e dos polegares). Isso tudo nos faz levar a uma idéia de que esse sistema político está incorreto, mas quem não precisa pegar resto dos porcos não sente que isso deve mudar.
    Toda essa analogia é importante para vermos que toda essa crise no nosso capitalismo atual é resultado de uma bola de neve que vem aumentando a cada dia. Qualquer alteração nas fases do sistema pode ser prejudicial, se há diminuição da produção do tomate, pode haver um aumento no preço do mesmo que faz com que a vendedora de perfumes venda os seus perfumes a um preço mais caro e isso gera um efeito dominó no dinheiro prejudicando a todos, o que pode ocorrer em todas as fases. Apenas com o exemplo do vídeo podemos notar que o nosso sistema é vulnerável e portanto pudemos ver o quanto é importante darmos valor a cada parte do nosso capital, do nosso sistema e melhorar a qualidade de vida das pessoas mais humildes.

  10. Bruno Torres de Medeiros 2º B said

    O vídeo em questão nos mostra a sociedade capitalista. Todas as coisas em que estão ao nosso redor, são diretamente ligadas ao capital financeiro. O narrador não diz que nós compramos ou vendemos algum produto, mas sim trocamos por dinheiro. Mas nem todos têm dinheiro.
    Os habitantes da Ilha das Flores têm 5 minutos para pegarem, no lixão, o que comerem. Eles podem pegar aquele tomate, que uma mulher revendedora de perfumes achou impróprio para consumo e que os porcos de uma criação também rejeitaram. Ou seja, o autor retrata que estes seres humanos, com as mesmas características dos outros estão abaixo da camada social dos animais. Considerando que não existe a camada social dos animais, estes seres humanos são inexistentes, e é o que realmente acontece. Ninguém pensa neles, e os que pensam também não fazem nada. E tudo isso pelo fato de eles não terem dinheiro.
    A partir daí algumas nações começaram a pensar em todos e foi implantado um novo sistema financeiro: o socialismo.

  11. Lucas Henna Sallaberry 2º B said

    O vídeo mostra mais um exemplo de como a sociedade capitalista é desequilibrada, pois as crianças se alimentam dos restos do alimento dos porcos . Porém esse desequilíbrio raramente deixou de estar presente nas sociedades capitalistas. Mas não se pode dizer que isso ocorre apenas por ser uma sociedade capitalista. Do mesmo modo que a sociedade socialista pode ser perfeita na teoria, o capitalismo deveria se equilibrar naturalmente,pois quando um trabalho ou produto é muito procurado, seu valor aumenta, fazendo com que as pessoas dêem preferência ao trabalho nesse setor, fazendo com que os outros setores caiam de produção e logo seus produtos aumentem de preço, porém os indivíduos estariam em camadas sociais diferentes, mas a diferença não seria tão grande.
    Já no socialismo, o equilíbrio seria feito pelo próprio homem, onde cada um tem o necessário, mas o homem não é capaz de trabalhar sem algo que o obrigue a fazê-lo como o dinheiro, aqueles que estão no poder são mais privilegiados e as vezes o país não é capaz de abastecer o próprio mercado interno . No capitalismo, ao invés de todos terem a chance de ter emprego, cada um tenta passar por cima do outro para ganhar cada vez mais,desequilibrando a renda da população, fazendo com que a ganância e o egocentrismo do homem seja um dos principais causadores da pobreza.

  12. Thiago Lotfi 2ºB said

    Este documentário, infelizmente não é uma ficção, e retrata a realidade de muitas famílias brasileiras e com certeza de muitos outros países. É tocante quando nos colocamos diante de uma situação como esta e percebemos que são seres humanos que passam por isso e que até chegam a ser tratados piores do que os porcos. Depois de assistir a esse filme paramos para pensar sobre quem somos e porque deixamos esta sociedade excluir e tratar pessoas dessa forma, pessoas que poderiam ter um futuro digno e humano como nós. Para mudar o quadro do desequilíbrio social e econômico, seria preciso mudanças extremas que são impossíveis de serem feitas em curto prazo, que precisaria começar pelo ensino como uma política de conscientização da população, pois sem conhecimento, as chances de trabalho são mínimas, e sem trabalho não há como acabar com a pobreza.

  13. Lucas de Jesus Espíndola 2º B said

    Na minha opinião o vídeo demonstra como uma sociedade funciona, e como cada fator pode alterar a vida de alguém ou de algo que dependa dessa sociedade. No vídeo é mostrada uma cadeia de eventos que alteram a vida de todos q estão nela, se a pessoa que produz o tomate não conseguir colher o tomate ele será prejudicado pois não terá capital para outro plantio, ou se a dona de casa não tiver vendendo seus produtos ela e sua família terá problemas de alimentação, e consumira menos fazendo o mercado onde os produtos são produzidos ter uma queda em seu capital, a crise do capitalismo é mais ou menos isso, um fator interfere diretamente em outro e no caso no capital de pessoas e estabelecimentos, ela pode acontecer tanto a curto quanto a longo prazo. Se o capital não flui com a mesma rapidez que antes gera uma crise que afeta desde quem planta o tomate ate as pessoas que pegam o lixo que não serve para os porcos. O capital é afetado quando o produto que é oferecido não tem uma grande procura , ou quando o produto tem seu preço d produção aumentado, isso afeta a vendedora que repassara essa alta no preço do produto à sua cliente, e quando a sua cliente não comprar mais esse produto por causa da alta do preço, a vendedora terá seu lucro diminuindo, interferindo na suas compras no mercado, e no lucro do mesmo, que terá que diminuir a sua compra do tomate, fazendo com que o produtor tenha menos lucro e produza menos que antes. Essas crises podem durar pouco ou muito tempo, tudo depende das pessoas que mexem com o capital e quando o mercado voltara a ser estável.

  14. Ana Paula Pereira Pappa 2º B said

    O vídeo nos mostra a realidade que gira em torno do capitalismo, onde muitas vezes porcos são colocados na frente de seres humanos em se tratando da alimentação. A base da economia começa na agricultura, por exemplo com a plantação de tomates. Uma dada quantidade desses tomates é revertida em dinheiro por meio de um comprador, no caso, um supermercado. Quando os tomates já estão em “circulação”, pessoas que conquistaram seu dinheiro através de trabalho como por exemplo a venda de perfumes podem comprar os tomates que foram para o supermercado, mas as pessoas que não tem trabalho ou que trabalham mas o dinheiro não é suficiente para fazer compras se sujeitam a se alimentar do que foi rejeitado por quem comprou no supermercado e segundo seu julgamento não era bom para o consumo e pelo dono dos porcos para servir de alimento à eles. Essa situação resulta na exclusão de quem não possui dinheiro para obter uma alimentação digna. Se esse histórico não for revertido, o fato irá se agravar durante o tempo havendo a redução na demanda de tomates, aumentando o preço dos perfumes e dos próprios tomates em questão demonstrando então a lei da oferta e da procura; quanto mais gente procura um determinado produto, mais barato ele fica ,em contrapartida, se menos pessoas o procuram, o seu preço é elevado tornando-o quase ou completamente inacessível a pessoas com menor poder aquisitivo. A causa da falta de dinheiro para algumas pessoas é principalmente a escassez de trabalho fazendo com que quem tenha maior poder aquisitivo esteja na linha de prioridade no mundo capitalista em que vivemos.

  15. Letícia Chaves 2º B said

    O vídeo tem a função de nos retratar uma desigualdade social intensa gerada pela era do capitalismo. Ele nos fala em seu decorrer sobre algumas características que diferem os seres humanos de outros animais – encéfalo desenvolvido, presença de polegar opositor e a liberdade – e isso mostra que todos nós somos iguais, portanto deveríamos ter as mesmas condições. Mas não é assim que realmente acontece. Vemos uma série de problemáticas enfrentadas por seres humanos e isso é uma conseqüência do capitalismo. Um ciclo vicioso que tem por base o dinheiro, e é ele que move as coisas do mundo. O capitalismo não resolveu a desigualdade de classes, e é uma seqüência de eventos que levaram aquelas pessoas a buscar as sobras, sendo algo próprio do capitalismo: uns com muito, outros com nada. Nesse sistema, temos um produtor, que fabrica ou cultiva e desenvolve seu produto, e vende para um consumidor que por sua vez necessita do trabalho – produzindo, cultivando ou desenvolvendo um produto – para adquirir algo. Se alguém deixar de comprar um produto, por falta de emprego, por exemplo, o emprego de outras pessoas estará em crise, e por sua vez estes não poderão comprar, gerando assim uma crise do capitalismo. E este ciclo só se recupera após algum tempo, e requer muito cuidado com a economia. A falta de dinheiro, com a má distribuição faz com que haja pessoas em condições paupérrimas, e se pararmos para observar, o lucro e a vontade por mais do homem fez com que ele próprio gerasse tanta desigualdade.

  16. Victoria Arroyo Adaime said

    O vídeo mostra claramente que para se poder sobreviver no mundo de hoje você precisa de dinheiro. Dinheiro que é trocado por serviços prestrados. Ou não, como é o caso da escravidão. O mundo de hoje é extremamente injusto com as pessoas que não tem condições para se sustentar ou não tem uma educação superior. Hoje em dia, as pessoas menos favorecidas são colocadas em último lugar. Até porcos são mais importantes que pessoas, pelo simples fato de que eles dão dinheiro e alguns seres humanos não. Isso acontece porque existem muitas pessoas gananciosas e egoístas que não se importam com os sentimentos dos outros e deixam injustiças como essa acontecerem só porque eles vão ganhar dinheiro e poder. O dinheiro virou uma coisa tão poderosa hoje em dia que a inteligência não importa mais. Álias, ela pode até ser trocada por dinheiro. Esse é o nosso mundo, um mundo capitalista onde só sobrevivem aqueles que tem o cobiçado dinheiro que, por sua vez, é só uma forma de tornar esse mundo cada vez mais injusto.

  17. Victoria Arroyo Adaime said

    Ops, esqueci de por que eu sou do 2° B. Desculpa.

  18. Jéssica Freua Castellani Tarabini -2ºB said

    No início a economia era baseada em trocas diretas, com o passar do tempo, devido a trocas desbalanceadas ouve a criação do dinheiro e assim todas as coisas poderia ser trocado por dinheiro através do trabalho, porém milhares de pessoas não tem trabalho e conseqüentemente não tem dinheiro, vivendo assim em plena miséria. Este vídeo esta mostrando claramente isso, o privilegio da elite e a desigualdade social, o egoísmo da sociedade ao dar mais privilégios ao porco do que aos humanos, neste caso seres humanos que não possuem renda, não possuir renda é sinônimo se miséria para muitos que habitam países capitalistas. Esses problemas sociais devem ser resolvidos pela sociedade, que muitas vezes não enxergam ou tentam não enxergar essas desigualdades, como é o exemplo da dona Anete que joga o tomate no lixo julgando-o sem importância, mais se engana, pois o tomate que ela achou indevido para seu consumo foi consumido por diversas pessoas na Ilha das Flores, e este é um dos milhares de casos que ocorre no mundo capitalista.

  19. Luciana Kliemann said

    O vídeo “A ilha das flores” retrata como o capitalismo se desenvolve, passo a passo. O capitalismo é o sistema econômico que se caracteriza pela propriedade privada dos meios de produção e pela liberdade de iniciativa dos próprios cidadãos.
    Os estabelecimentos comerciais pertencem aos cidadãos e não ao governo e conseqüentemente os preços são estabelecidos pela lei da oferta e da procura. Se um dos setores da economia é afetado, devido a uma praga ou qualquer outro problema, toda a estrutura do capitalismo sofre. Preços podem subir ou descer bruscamente, causando prejuízos ou lucros inimagináveis. Com essa grande diferença de lucros, as classes sociais ficam cada vez mais evidentes.
    Classes sociais totalmente divergentes são necessárias para o bom funcionamento do capitalismo. Sem classes que têm maior poder aquisitivo que outras, seria muito mais difícil obter mão de obra barata e lucros astronômicos. Para muitos é muito mais cômodo haver desigualdades. Então chegamos à questão da desigualdade social. Será que o capitalismo é o melhor sistema econômico? Será que deve ser por esse sistema que a sociedade deve tentar evoluir? Um sistema onde, pode-se dizer, é “cada um por si”? O capitalismo é o sistema que se encaixou melhor às necessidades humanas, e que tem o seguinte esquema: quanto mais se produz, mais se ganha, mais pobreza se gera. Logo, quanto mais riqueza, mais pobreza se tem.
    O vídeo mostra um ciclo do capitalismo, onde o produtor de tomate (ser humano) produz para vender seu produto ao mercado e gerar lucros. Quem compra esse produto, também teve um modo de gerar seu capital e comprar, no caso vender perfumes. O supermercado lucra com a diferença entre quanto pagou para o produtor e quanto vendeu o produto. Depois, a dona de casa que comprou o tomate, os classifica de acordo com o que acha apto se para comer. O resto vai para o lixo, onde os mais desfavorecidos procuram seu sustento, depois de o mesmo lixo se servido aos porcos.
    Essa estrutura é errada, pois todos os seres humanos são dotados de liberdade, encéfalo desenvolvido e polegar opositor e deveriam possuir as mesmas condições de vida. Todos deveriam ser iguais, perante a sociedade. Mas como todo mundo sabe, nem tudo são flores.

  20. Carolina de Oliveira Moreira said

    O vídeo mostra a realidade em que vivemos, o Capitalismo, no qual as pessoas precisam trabalhar e ganhar dinheiro para sobreviver. Porém, nesse sistema há muita desigualdade social e discriminação.
    Há pessoas que têm uma vida economicamente estável e podem comprar tudo ou boa parte do que necessitam, outras já não têm o mesmo padrão de vida e passam até fome.
    Existe um ciclo na sociedade capitalista, o produtor de tomate, por exemplo, vende seu produto para o supermercado em troca de dinheiro, o supermercado vende o mesmo produto por um preço maior para obter lucro. O mesmo acontece com a mulher, que compra o perfume na fábrica por determinado preço e vende por um valor mais alto com a mesma intenção, obter lucro. Com este lucro a mulher compra o que precisa, no caso comida.
    O mesmo que acontece no vídeo acontece na vida real, a comida que não utilizamos, serve de comida para seres humanos como nós, mas que passam dificuldade, por não terem trabalho e consequentemente dinheiro para poderem dar uma alimentação de qualidade par sua família. Se o dinheiro começar a faltar para mais pessoas, as vendas cairão e o preço dos produtos subirão. Dessa forma o produtor de tomate passará a vender seu produto para o mercado com um custo maior e o mercado passará a vender os tomates por um preço maior ainda, o que pode causar a diminuição de vendas, que gera uma crise, que só voltará ao normal quando o ciclo estabilizar-se.
    É um absurdo saber que animais como porcos se alimentam melhor do que seres humanos, mas os donos desses porcos os alimentam bem com uma finalidade, esses porcos provavelmente são destinados à abate, ou seja, tudo está relacionado à comercialização e infelizmente os donos desses animais e até mesmo nós não temos idéia do quanto é duro para alguém ser colocado abaixo de um animal, pois sses seres humanos não tem valor para muitas pessoas.
    Logo, se a crise afetar um participante do ciclo, afetará também todos os outros, o que gera desempregos e miséria.

  21. Carolina de Oliveira Moreira said

    Sou do 2ºB, desculpa.

  22. Daniel Proença 2ºB said

    O vídeo inicia-se falando de um ser humano e o diferencia de outros animais por ter “cérebro” (inteligência) e polegar opositor, ou seja, o homem consegue transformar com o seu trabalho (mãos) matéria-prima em produto industrializado. Vendê-lo e conseguir lucro (dinheiro). Com o dinheiro ele consegue fazer todos os tipos de trocas.
    O vídeo termina mostrando a “Ilha das Flores” onde as pessoas se alimentam de lixo porque não tem o dinheiro para fazer a troca. Apesar do ser humano ser livre, no capitalismo, ele tem que produzir para se alimentar. Ciclo do capitalismo: Inteligência – Trabalho – Lucro.

  23. Amanda Alencar - 2º B said

    O vídeo nos mostra a desigualdade social que existe no mundo, as varias posições em que podem se enquadrar os seres humanos, onde um pode desprezar um alimento, esse mesmo alimento ser recusado para a alimentação de animais, e depois disputando por quem não tem condições de escolher seu alimento. E toda essa desigualdade que o documentário retrata, é conseqüência da era capitalista em que vivemos. Apesar disso, o narrador, durante todo o vídeo se refere aos seres humanos de forma com que deixa muito claro que somos todos iguais; temos um encéfalo desenvolvido, a presença de polegar opositor e somos livres. Porém se pessoas passam por dificuldades como as que vivem os habitantes da Ilha das Flores, por falta de dinheiro, de oportunidade de vida, em que somos iguais? Pela presença de um polegar? Se antes todos vivam de trocas, porque não existia o dinheiro, por que agora o dinheiro tem TANTO poder e valor? Nosso sistema político e econômico precisa mudar, todos nós sabemos que não irá mudar do dia para a noite, mas precisa começar o mais rápido possível, e todo mundo pode ajudar, pois o vídeo mostra como até mesmo com essa desigualdade toda, dependemos uns dos outros. Se um não produz e vende, o outro não compra, não joga fora, e não chegaria nas mãos do terceiro. Por fim, o vídeo nos mostra de maneira até que bem humorada, como o sistema capitalista prejudica pessoas e é injusto com trabalhadores que no final do mês mal tem o que comer e meios de sustentar suas necessidades.

  24. Fabiana said

    A professora verificou as mensagens e encerrou o Fórum nesta manhã do dia 9/02/09 – 6:29 a.m.

  25. Aline Batah Martins 2°ano A said

    O vídeo nos mostra que a pobreza sempre existiu.A pobreza é o resultado da desigualdade social(fruto do sistema econômico). O vídeo também mostra de forma simples o funcionamento do capitalismo, economia que se basea na quantidade de dinheiro de cada indivíduo.
    Apesar do humano ser caracterizado por ter polegar opositor, telencefalo desenvolvido, e liberdade, o que coloca os habitantes da ilha das flores atras dos porcos é o dinheiro. Essa desigualdade de tratamentos entre os que tem dinheiro e os que não tem não são consequencias do capitalismo e sim da má aplicação de suas idéias ( alguns enfatizam a propriedade privada, como o dono dos porcos, outros enfatizam a importância de um mercado livre como maneira de obtenção e acumulo de capital)
    O ciclo capitalista que começou com o Sr. Suzuki (rodutor de tomate) e terminou com os habitantes da Ilha das flores é muito injusto e nos faz ver uma dura realidade

  26. Ana Carolina Ota 2° A said

    O vídeo nos permite observar a desigualdade social que existe desde que as primeiras civilizações se formaram. Nos dias de hoje podemos apontar como fator responsável o capitalismo. Ele nos faz querer cada vez mais coisas materiais. Marcas de roupa, tênis, celulares, etc fazem propagandas maravilhosas impondo que para ser feliz é necessário comprar seu produto e se esquecem de que existem pessoas que não tem dinheiro nem para comprar alimento. É triste ver que a distribuição da riqueza é mal distribuída de forma desumana, enquanto uns viajam pelo mundo outros comem o resto da comida dos porcos.

  27. Adriana Adell 2° A said

    O vídeo retrata o cotidiano de muitos brasileiros, os quais são vitimas de injustiças, individualidade e da indiferença. Comparando a fisionomia de todos os indivíduos, somos tomos iguais, mas existe um detalhe que define se o ser humano deve se alimentar de boa comida, ou dos restos dos alimentos dos porcos, e esse detalhe são o dinheiro. Com a sociedade capitalista, o mundo gira em torno de lucros, e se por acaso algum individuo não produz, e não gera lucro, ele é excluído da sociedade, fazendo com que alguns seres humanos possuidores de capitais os considerem inferiores a porcos, pois até os porcos dão mais lucro do que eles.
    Na minha opinião isso é um absurdo pois como somos todos iguais, todos deveriam ter oportunidades de aprender e ser socialmente incluso.E acredito que a indiferença, a individualidade e a ganância das pessoas, as impeçam de tomar alguma atitude para fazer esse ciclo mudar, incluindo muitos excluídos e tornando-os úteis, de uma forma que eles possam ter uma vida digna e sem miséria.

  28. Adriana Adell 2° A said

    desculpa Fabi, ali foi errado, era pra ser
    “…e esse detalhe É o dinheiro.”

  29. Pedro Hartfiel Pereira 2ºA said

    O vídeo mostra que a pobreza e miséria ainda existem por motivos de preconceito e desigualdade social.
    Ele também nos mostra o caminho que o simples tomate do Sr. Suzuki faz,e que serve de alimento para todo o mundo,principalmente para a Europa e EUA.Isso quer dizer que um simples produtor de tomate pode fornecer alimento a todos.
    Retrata também que o capitalismo não é o melhor sistema de governo,mas como a professora disse,”Dependendo do líder do socialismo e/ou do comunismo,as pessoas ainda podem passar fome e miséria”.Não são os sistemas que são errados,mas sim os líderes que os exercem.Em 1789,na França foi dito:”Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.”Esse é um dos artigos dos Direitos Humanos,que na maioria dos lugares existem apenas na teora mas não na prática.
    Assim como a Ana Carolina disse,e que foi citado em sala pela professora,nós somos tentandos por novidades,por coisas mais caras e melhores que talvez que nem usemos no futuro.
    Não adianta termos tudo que queremos,se algumas pessoas passam fome e miséria.
    Um grande problemas que temos é que só queremos igualdade aos nossos superiores,quanto aos nossos ”inferiores”,tem gente que não quer saber.
    Muitas pessoas de classes sociais baixas lutam por liberdade até hoje.Não adianta ter liberdade se naõ tem justiça.Não adianta ser livre se ainda sofres de preconceito e desigualdade.
    No vídeo mostra o caminho que o simples tomate do Sr. Suzuki faz,e que serve de alimento para todo o mundo,principalmente para a Europa e EUA.Isso quer dizer que um simples produtor de tomate pode fornecer alimento a todos.

  30. Pedro Hartfiel Pereira 2ºA said

    Desculpa…repeti o último parágrafo…

  31. Gustavo S. Etchebehere - 2º A said

    Esse vídeo nos mostra uma clara denuncia da situação precaria e grotesca a que são submetidos certos seres humanos. Ele nos da a idéia de onde a cobiça do ser humano pode chegar, até que ponto ele pode atingir com o egoismo dele, chegando a humilhar os proprios semelhantes! E infelismente, esse lamentável episodeo é apenas um, dos muitos outros que podem existir pelo mundo. Outra coisa que o video põe de relevante, é que nos poderemos estar alimentando essas situações, mesmo sem ter a minima consciência disso. O captalismo, a sociedade de consumo, tem esse lado obscuro, dos prejudicados e nessesitados e de toda a humilhação que causa, esse é o lado problematico dele, a parte do captalismo que é nossiva às pessoas, apesar de ele ter sido criado para facilitar a vida de todos, com o auxilio das trocas de bens, que todos poderiam usar para possuirem o que precisassem, o que dá a ele um fundo ironico e duvidoso para com seu proposito. Outra questão extremamente forte que o video nos aponta: ele faz uma analise biologica com o homem, querendo dizer que os homans são todos a mesma espécie, são todos iguais, e que, mesmo assim, eles chegam a se tratar com tamanho desrespeito e desigualdade, que chegam ao ponto de porem animais entre suas posições! Chegam ao ponto de posicionarem os proprios seres dos seus negocios, à frente dos semelhantes! Ou seja, uma prova clara e irrefutável da selvageria que o egoismo do capitalismo desenfreado, e a busca pelos lucros acima da vida dos outros, pode chegar. E o mais triste de todo o video: a falta de remorcio e arrependimento pelos praticantes desse ato.

  32. Gabriela Von - 2ºB said

    O vídeo demonstra claramente como é difícil a vida hoje em dia. Para se viver bem, era preciso ter dinheiro, e quem não tinha condição de se auto sustentar ou ter um conhecimento um pouco superior, era na maioria das vezes comparado com animais, que serviam como alimento para ganhar dinheiro.O lucro, para todos os humanos, está sempre em suas prioridades, e quem não tinha esse lucro, era “rejeitado” pela sociedade. Como visto no vídeo, quando o porco rejeitava a comida, poderia ser liberado os restos para as pessoas pobres tentarem pegar um pouco para suas famílias. Para mim isso é um absurdo; Um porco estar em primeiro lugar, e os humanos, com famílias e filhos para alimentar, ter que pegar o resto de comida de animais. Esse vídeo, nada mais, nada menos demonstra a nossa realidade, o capitalismo, no qual é preciso trabalhar para ter dinheiro e conseguir sobreviver. Também mostra, a grande desigualdade social, econômica entre os humanos no qual, não deveria ter.

    ( O meu comentário você pediu para segunda feira. )

  33. Julie Nakauchi - 2º B said

    O vídeo nos faz refletir o quanto que o capitalismo está presente no nosso dia a dia. Podemos observar no vídeo que o capitalismo é como um ciclo vicioso, como por exemplo, o tomate. Se a dona Anete não consegue vender os perfumes, esta não possuiria dinheiro e não conseguiria comprar os tomates no supermercado, que conseqüentemente estaria em prejuízo. Mas, se esta crise acontecer, a conseqüência vai para as pessoas que não possuem condições para comprar comida, pois elas dependem do lixo para se alimentarem. Ou seja, há uma série de dependências para a sobrevivência neste mundo capitalista.
    As pessoas que não possuem uma estrutura financeira “boa” para ter um estudo suficiente para que no futuro, tenha um emprego que sustente a sua família ou a si próprio, serão rejeitadas pela sociedade e, conseqüentemente, haveria uma desigualdade social. Na Ilha das Flores, o lixo é separado na forma em que for considerado adequado para a alimentação dos porcos. Aqueles que acharem que é impróprio para a alimentação dos porcos, serão utilizados pela população pobre. Ou seja, os porcos são prioridade acima dos seres humanos, um fato inaceitável, sendo que essas pessoas que não conseguem comprar o seu próprio alimento comem o “lixo do lixo”, lembrando-se que é no lixo que se encontra uma grande quantidade de germes e bactérias.

  34. Tiago Yuji Lima Inoue 2ºA said

    O vídeo “A Ilha das Flores” fala porque nós seres humanos somos diferenciados dos outros seres, por termos o encéfalo altamente desenvolvido, e o polegar oposto, que nos dá a capacidade de fazermos uma pinça com a mão. Então, ele mostra a desigualdade social em que seres humanos podem se encontrar. Em tese nós somos todos iguais, mas por causa do capitalismo começam a surgir as diferenças sociais. Tudo é a base do dinheiro, o produtor de tomates produz o tomate não para se alimentar e sim para vender e comprar outras coisas que ele necessita. A revendedora compra os perfumes na fábrica não para uso próprio, e sim para ela vender e ter dinheiro para comprar tomates para se alimentar. E assim por diante. Se há uma falha nesse sistema os preços sobem, se os tomates não são vendidos, o mercado tem que subir os preços do tomate para conseguir lucrar. Assim como a revendedora de perfumes tem que aumentar o preço dos mesmos e essa situação só se estabiliza, se estabilizar, depois de muito tempo. Enquanto isso, tem seres humanos que não tem nada, que se alimentam com o tomate que nem os porcos e nem a familia da revendedora de perfume quiseram. O capitalismo põe seres “iguais” em condições tão opostas.

  35. Flávia Bittencourt Moré 2o. A said

    O video “Ilha das flores” faz uma ligação entre todos os fatores que movem o sistema capitalista, mostrando como ele se desenvolve às custas do ser humano, e como a igualdade social no Brasil é apenas uma ilusão.
    No video nós podemos ver em pequena escala como uma sociedade capitalista se desenvolve, e cada pessoa tem o seu papel, entre produtor e comprador, e como um fato impulsiona o outro num ciclo interminável.
    Também é possível observar que os seres humanos não se tratam como iguais, apesar de todos terem encéfalo desenvolvido e presença de polegar opositor, nem todos tem as mesmas oportunidades e a chance de ir ao mescado e comprar tomates. Algumas pessoas são tratadas como piores do que os porcos por terem nascido em um lugar e em uma família pobre, ou são dizimadas pelo simples fato de terem seguido certa religião.
    Afinal querendo ou não estamos todos presos, acorrentados às imposições feitas pela sociedade.

  36. Sofia Santoro Di Sessa Machado* 2°A =) said

    O vídeo ‘a ilha das flores’ nos mostra que o que dizem sobre: sermos todos iguais por termos o encéfalo altamente desenvolvido, e polegar oposto; acaba sendo contrariado se vermos pelo ponto de vista capitalista. A falta de dinheiro ou até mesmo o seu excedente acaba criando camadas sociais superiores e inferiores entre os ‘iguais’ seres humanos na sociedade.O dinheiro é a base de tudo.O produtor que cultiva tomates e os troca por dinheiro, a moça que compra o tomate com o dinheiro que conseguiu trabalhando como revendedora de perfumes, e assim por diante… Sem ele, o produtor não teria compradores, a revendedora de perfumes não iria ter o que vender, sendo assim não teria o dinheiro necessário para por comida em sua mesa de familia, consequentemente acabando em um lixão procurando por uma comida que até mesmo os porcos descartaram.

  37. Jackeline Vanti Guelfi 2ª A said

    O video retrata o capitalismo, o ciclo vicioso que existe junto a ele e a desigualdade social que existe no mundo inteiro devido a esse sistema.
    No documentário assistido é visto que o que movimenta esse ciclo capitalista é a relação produtor-comprador: Se o custo de produção encarece, esse ajuste é repassado até o comprador final. Um exemplo disso é o negócio do Sr. Susuki, um agricultor que planta tomates. Se o custo da produção do fruto aumenta, o tomate é vendido por um preço mais alto ao supermercado, que para não ter prejuízos e manter o lucro repassa esse aumento ao comprador. Entendemos, enfim, que estamos presos a um sistema desigual, onde os humanos, apesar de terem o polegar opositor e encéfalo desenvolvido, são tratados de maneiras diferentes pela sua classe social e pelo seu poder aquisitivo. Na ilha das flores, por exemplo, pessoas pobres que tem o encéfalo desenvolvido e polegar opositor como um grande empresário ou um outro humano qualquer, comem restos de comida dos porcos para não passarem fome. Esses são apenas alguns dos muitos casos de desigualdade no mundo, e isso só irá acabar junto ao fim da era capitalista.

  38. Larissa Veridiano Mazzonetto 2ºA said

    Retratando nossa sociedade capitalista onde o dinheiro é tido como principal fonte de sobrevivência, o vídeo mostra como a economia gera relações desiguais entre os seres humanos, chegando até a divisão de classes sociais que somos ‘colocados’ hoje, mostrando claramente como a economia é totalmente dependente de fatores, onde todo fator deve funcionar perfeitamente, pois pelo contrário acabaria afetando a todos os outros fatores. O que por sua vez, afetaria a vida de todos os seres humanos envolvidos neste ciclo. Mostra também como o capitalismo é desenvolvido e estruturado, deixado claro que se alguma parte desta estrutura é quebrada, o nosso cotidiano sofre as conseqüências. O capitalismo é o sistema econômico, político e social caracterizado pela propriedade privada e pelo poder aquisitivo de cada um, tendo como principal objetivo, o lucro, sendo este o sistema que o ser humano melhor se adaptou ou escolheu para viver. Outro ponto importante retratado no vídeo é o fato da desigualdade social. Onde todos os seres humanos (dotados do encéfalo desenvolvido e polegar opositor) que deveriam ser vistos perante uma sociedade como iguais, chegam a se tratar com tamanha desigualdade e desrespeito que colocam até animais entre suas posições. Mostrando-nos a realidade injusta que vivemos. Querendo ou não.

  39. Lidia Marta Zucchi 2ºA said

    O video ‘ilha das flores’ nos mostra claramente que nos dias de hoje apesar de todo ser humano possuir o encéfalo altamente desenvolvido e o polegar opositor, não são tratados da mesma forma, pois para termos uma condição de vida melhor precisamos do capital e infelizmente não são todos que o possuem,assim vemos desigualdade gerada pelo capitalismo . Enquanto algumas pessoas tem dinheiro para comprar alimento no supermercado como a Dona Anete que só está lá comprando tomates porque conseguiu o dinheiro trabalhando como revendedora de perfumes,outras estão a procura de restos de alimentos em lixões, comida rejeitada até pelos porcos que no caso são colocados na frente do ser humano. Assim fosse para todos, ter a chance de poder comprar seu alimento e não estar em lixões procurando–o para sua sobrevivência.

  40. A sociedade, muitas vezes, compreende o “capitalismo”, como um sistema de organização da sociedade. E nos perguntamos, organizaçao? Que organizacao é essa que faz com que seres humanos(encefalo desenvolvido e polegar opositor) se alimentem de comida que nao sao devidas aos porcos? O capitalismo simplesmente torna o nosso mundo uma confusa desigualdade social absurda, sendo alguns SERES HUMANOS tratados com um nivel abaixo dos ANIMAIS. O capitalismo traz com ele grandes consequencias: aumento das desigualdades sociais, enfraquecimento do Estado (surgimento do Estado Mínimo), privatizações, aumento de lucros dos grandes empresários, etc. E se nao tivermos consciencia de que ele afeta a seres como nos, cada vez mais ele ira se alastrar e o mundo estara perdido.

  41. João Henrique 2o A said

    Lucro. A resposta para a maior parte das perguntas envolvendo críticas e/ou reclamações quanto ao sistema capitalista e ao modo de vida capitalista do século XX/XXI é essa. O declínio do sistema capitalista é decorrente das ambições ilimitadas e da falta de mobilização social. Primeiramente, a ambição ilimitada – os possuidores de capitais ao formar indústrias e obter lucros altos pensaram que poderiam obter mais e mais lucros, sem comprometer as outras camadas da sociedade. Porém, essa busca desenfreada por mais lucros gerou uma notável nova distribuição social. Ou seja, a partir daquele momento, as pessoas que podiam comprar eram “melhores” do que as que não tinham as condições necessárias. Essas pessoas que não possuem as condições necessárias para obter os novos produtos burgueses, passaram a ser subjugadas de diversas maneiras, originando o preconceito e promovendo uma segregação maior ainda da sociedade. Isso instalou um ciclo economico e social que só será interrompido quando todas as pessoas deixarem de “existir” e começarem a viver com condições adequadas.
    Segunda causa, na minha opinião: falta de mobilização social. Talvez por ignorância, talvez por comodidade, a população não promova manifestações contra o lucro abusivo e a falta de condições necessárias a vida. Provavelmente, alguem dirá: é fácil você falar, já que você é um burgues… – Sim, é fácil. Porém, o fato de sermos burgueses não significa que não temos consciêncica social e que apoiamos reformas no sistema para promover o bem e o desenvolvimento social.

  42. João Henrique 2o A said

    correção na última linha: * e que NÃO apoiamos reformas no sistema para promover o bem e o desenvolvimento social.

  43. Juliana de Almeida Maklouf - 2ºA said

    O vídeo a “Ilha das Flores” mostra como a sociedade é injusta, no que falam sobre: todos são iguais independentemente da raça ou da cor; por termos o encéfalo altamente desenvolvido e o polegar opositor temos que ser tratados iguais, uns aos outros. Mais isso é o que realmente não acontece, ocorrendo com o avanço do capitalismo. O dinheiro hoje é base de tudo; como mostrado o vídeo, o agricultor revendendo seus tomates ao supermercado, trocando-lhes por dinheiro, a moça compra com seu dinheiro, fruto do seu trabalho, revendendo perfumes, e assim sucessivamente. Sendo o lucro o principal motivo de tudo isso, gerando a nossa vida no redor do capital, sem ele não podemos nos alimentar e sustentar a vida. Somos colocados em classes em ordem do nosso dinheiro, sendo pobres, ricos e milionários, sujeitos até pegar comida rejeitada pelos porcos.

  44. Morgana Barros Aboud 2°A said

    O vídeo nos mostra nitidamente a desigualdade social da população, deixa bem claro que apenas pessoas de alto nível social consegue viver no mundo atual.
    Hoje em dia pessoas que não tem um bom lucro é excluído da população e sobrevivendo apenas de restos de comidas encontradas no lixo. Por exemplo: na ilha das flores, onde é deixado o lixo, separado o que é orgânico e inorgânico, deixado para os porcos e só depois pessoas como uma outra qualquer recolhe durante o tempo de 5 minutos um pouco da comida que restou. Embora eles tenham o telencéfalo desenvolvido, como o Sr. Suzuki, a Dona Nete e o dono dos porcos, eles não têm dinheiro, o que faz eles viverem a situação que estão passando hoje.
    Conclusão, o sistema Capitalista é cupado de tudo isso, pois com ele aumenta a desigualdade social, pessoas passam fome e tudo isso porque elas não tem um papelzinho com um valor escrito nele. Infelizmente esse papel, como um outro qualquer, acaba deixando pessoas inferiores as outras.

  45. Alessandra Favano 2º A said

    O vídeo retrata o capitalismo e a desigualdade social como principal tema. Mostrando todo o processo de produção o plantio de um produto,no caso o tomate,que é levado para o supermercado onde D. Anete (vendedora de perfumes)comprou-o para come-lo como molho de carne de porco; E o tomate não ultizado por ela,foi para o lixão que é levado para ilha das flores onde é feita a criação de porcos que são alimentados com esses lixos orgânicos. Os ‘restos’ que não seviram para alimenta-los são dados aos pobres.
    Todos os seres humanos se diferençiam dos outros animais pelo fato de possuirem encéfalo altamente desenvolvido e o polegar opositor e por ser livre. Portanto animais não devem ser colocados na frente dos humanos,porque eles tem menos dinheiro. Todos temos direitos iguais e isso deve ser respeitado. A palavra liberdade significa também,igualdade.

  46. Fabiana said

    A professora verificou as mensagens e encerrou o Fórum nesta manhã do dia 17/02/2009 às 6:14 hs

  47. O homem é o mais fraco dentre todos os seres, nesse sentido busca melhorar e ajustar uma forma de sobreviver…e consegue aperfeiçoando suas técnicas, por fim ele se torna superior a todos os outros animais e com destaque especial passa de o mais fraco para o mais forte, o mais superior e experimenta o máximo que se pode ter em um ser…para enfim virar refem de si-mesmo, de sua tecnologia e de suas enormes forças adquiridas…A Enorme força do homem destroi a si-mesmo e a todos os outros… Como superar este grande e complexo desafio humano?????

  48. sala19cmi said

    Estes são os desafios que carregamos e que continuaremos a carregar! O que esperamos é que o homem, com tamanha habiliadade de se aperfeiçoar e de criar novas condições de sobreviência, possa, dentre todas as suas qualidades, encontrar uma maneira de diminuir as atrocidades e fazer da sua capacidade o caminho de melhoria da vida daqueles que têm menos voz nessa sociedade. Espero firmemente que isso ocorra e acredito que a informação, o conhecimento, enfim, a Educação possa ser o campo mais fértil neste processo.
    Pessoas como você Emílio, estão regando este campo e construindo novas possibilidades. Esperamos, em breve, colher os frutos!
    Um grande abraço.
    Fabiana Scoleso

  49. sala19cmi said

    Não estamos aqui afirmando que o capitalismo acabou ou está acabando. O objetivo é mostrar como ele se reorganiza, redefine metas e reestabelece seu ciclo de desenvolvimento. Da mesma forma coloco que não estamos pregando o socialismo, até pelo fato de que nenhum modelo socialista pode ser empregado numa sociedade formada com tantas particularidades e singularidades como a nossa. Mas quando falamos em socialismo precisamos conhecer a história. entender sua origem e seu processo de desenvolvimento nos séculos XIX e XX. Entender principalmente porque e em resposta a que as idéias socialistas se ergueram e se fundamentaram. Não basta querer entender o Socialismo como um modelo, nem mesmo como um perigo. A gênese do socialismo é a diminuição da miséria social e a eliminação das barreiras que tornam uns mais ricos e outros mais pobres. Não estamos falando de socialização das misérias e sim da possibilidades de uma grande maioria poder viver com qualidade e em condições iguais plenas. Mas no caso brasileiro essas possibilidades são diminutas dadas as condições históricas de desenvolvimento capitalista aqui desencadeado. Aqui nossa burguesia, nem a agrária nem a urbana, cumpriu seu papel revolucionários. Tanto uma como a outra se associaram ao capital estrangeiro e fomentaram a industrialização do país. Nossas “revoluções” resultaram sempre em alianças e não em rupturas superadoras. Nossa esquerda, apesar dos inúmeros movimentos sociais que procuraram lutar pela diminuição das mazelas e opressão, não conseguiram também romper com a autocracia nacional. Aqui, nossa modernização é conservadora: traz consigo as maravilhas da era tecnológica e de avanços nos processos produtivos ao mesmo tempo que aprofunda a miséria e a superexploração da classe trabalhadora. Fique tranquilo. O capitalismo continuará a reinar. Mas o que me conforta é que existem muitas pessoas pensando numa alternativa de superá-lo e promover mais igualdade do que diferenças.

 
%d blogueiros gostam disto: