AVISO AOS NAVEGANTES – ATIVIDADE DE SOCIOLOGIA

Pessoal, coloquei uma pequena explicação sobre Política contida na Apostila do Anglo – Sociologia. Vai nos ajudar a começar nossa problematização sobre este tema. Ao final vocês encontrarão uma perguntinha. Peço que todos respondam! Esta é uma atividade para 1, 2 e 3 anos. Um grande abraço a todos e até segunda!

Obs: pessoal do Terceiro Ano que não tem a Apostila, fazer a leitura e a questão solicitada abaixo.

Anúncios

12 comentários em “AVISO AOS NAVEGANTES – ATIVIDADE DE SOCIOLOGIA

  1. Desde os chamados “Caras Pintadas”, os quais muitos dizem que foram personagens fortes para a retirada de Fernando Collor de Mello da Presidência da Republica, não vemos mais nenhum grande movimento político desses cidadãos brasileiros. Recentemente a taxa básica de juros sofreu novo aumento e aproveitando o momento, nosso atual Presidente Luiz Inácio “Lula“ da Silva disse que os brasileiros só sabem reclamar, mas não fazem nada para mudar esse cenário.
    Os jovens precisam voltar a se interessar por política, principalmente a política de seu país que vem sofrendo muito com Ministros, Senadores, Deputados e Vereadores corruptos que praticam seus golpes contra a nação e ficam impunes sobre os atos que cometeram. A manifestação é um ato democrático que o brasileiro tem que se acostumar a praticar, manifestar não é pegar em armas e agir violentamente, mas sim mostrar de forma pacifica e intensa a nossa vontade de mudança, por um país mais justo a todos que a desigualdade social existente em nosso pais seja cada vez menor e que os corruptos paguem pelos atos que cometeram.
    O brasileiro no seu ato de comodismo acaba “engolindo” a conversa dos governantes e não faz nada para muda essa situação. Enquanto no restante do mundo a população se manifesta contra o desemprego, no Brasil se faz festa na Avenida Paulista entre outros lugares como se fosse comemoração de Reveillon.
    Muitos não sabem, mas o Congresso Nacional, as Câmaras Estaduais e Municipais são os locais onde se discute sobre quase tudo em nosso país, é a casa do povo, todos podem acompanhar o que se faz nesses lugares não apenas pela televisão e sim estando presente nessas repartições públicas. Temos que usufruir dessa posição que possuímos na política para podermos mudar tudo aquilo que achamos injusto, o voto não é a única forma que o cidadão tem para fazer democracia, depois que elegemos nossos representantes no governo é obrigatório que acompanhemos essas pessoas que escolhemos para “mandar” em nossas cidades, estados e país.
    Os Jovens têm que voltar a gostar de política, a manifestação é um ato democrático onde muitos de nossos pais e mães lutaram no passado para conquistar contra os ditadores que mandavam no Brasil. Valorize o seu direito de manifestar a tudo que for ruim a sua pátria.

  2. Eu acho que a nossa geração mais que qualquer outra anterior à nossa, aprendeu a questionar os padrões da nossa sociedade e reinvindicar os nossos direitos como cidadãos e como seres humanos. Um dos maiores problemas que encontramos é que grande parte da população do Brasil não é bem informada sobre o que está acontecendo no país, tanto referente aos aspectos políticos, quando nos aspectos economicos e sociais, o que prejudica muito a escolha de um governante que saiba realmente o que é melhor para o desenvolvimento da nação e a igualdade entre todos os brasileiros.
    A nossa geração tem que aprender a falar mais alto que a corrupção no senado. A falar mais alto que a fome em tantos cantos isolados, e mesmo nas maiores metrópoles do país (e do mundo). A mídia, semdo um meio de comunicação muito eficaz entre a população deveria expor os lados negativos dos governos, pois, por mais envidentes que eles sejam para nós, grande parte da população está anestesiada pelos efeitos das camanhas e programas de ajuda social, que muitas vezes não são sulficientes para suprir as necessidades da população. Embora saibamos que essa exposição na mídia não seja a coisa mais fácil de fazer, devido ao proprio veto do governo, deveria ser livre.
    Se nós ficarmos em silêncio, estaremos fazendo exatamente o qie o governo quer que façamos.
    O nosso silêncio dá espaço para a corrupção.
    Não vamos deixar que ela se acomode…

  3. Será que nossa geração é capaz de mudar a política e os políticos ?

    Depende. Até que ponto realmente queremos mudar ? Quero dizer, na teoria é muito bonito e interessante falar sobre mudança, contestar a sociedade, porém, na prática… Algum de nós realmente sabe mudar? Para mudar a realidade, realisticamente falando, temos que enfrentar primeiro um inimigo muito maior que políticos corruptos ou heranças vindas da Independência – toda e qualquer pessoa que não entende o valor do seu voto. Nas últimas eleições, dois assuntos foram mais discutidos do que plataformas de canditados e seus históricos, 1) Voto Nulo e 2) Voto não obrigatório. Votar nulo, significa abrir mão de interferir no destino do seu país, significa sofrer as consequências tão conhecidas ( impostos altos, corrupção, caixa 2, atos secretos ). E voto não obrigatório, seria o estopim para que os políticos entendessem e mandassem no país a bel prazer. Portanto, para mudarmos a política e os políticos ( há diferença ? ou será se estabelece uma relação simbiótica sem a qual impera a corrupção ? ) precisamos primeiro mudar nossas mentes formadas por culturas de massa.

  4. A nossa geração é sim capaz de mudar a política, mas por muitos fatores isso não acontece. A maioria do povo brasileiro não é bem informado, alguns por desinteresse e a maioria por não ter um meio de informá-los. Há também uma parte que se interessa por esses assuntos, sempre assistindo à televisão e lendo revistas e jornais. Mas muitos desses interessados não agem por terem medo de serem prejudicados no futuro e assim a política continua do jeito que sempre foi.
    Outro fator é sobre o comportamento dos políticos. Digamos que um político, ao prometer várias coisas para persuadir as pessoas e assim ganhar o voto, não esteja mentindo, ele realmente pretende fazer aquilo. Mas ao ser eleito, ele muda de comportamento, isso porque ele pensa no futuro. Se fizer grandes obras, as quais demoram muito tempo, é capaz que não terminem antes de seu mandato, então com medo de isso acontecer e o próximo eleito ganhar todo o crédito por ter finalizado aquela obra, ele desiste.
    E ainda tem o político que não tem boas intenções, ele só quer obter o dinheiro da população.
    Agora pensando amplamente, se todos os políticos pensarem assim, com essa rivalidade, não haverá uma forma de mudança na política.

  5. Eu acho que a nossa geração mais que qualquer outra anterior à nossa, aprendeu a questionar os padrões da nossa sociedade e reinvindicar os nossos direitos como cidadãos e como seres humanos. Um dos maiores problemas que encontramos é que grande parte da população do Brasil não é bem informada sobre o que está acontecendo no país, tanto referente aos aspectos políticos, quando nos aspectos economicos e sociais, o que prejudica muito a escolha de um governante que saiba realmente o que é melhor para o desenvolvimento da nação e a igualdade entre todos os brasileiros.
    A nossa geração tem que aprender a falar mais alto que a corrupção no senado. A falar mais alto que a fome em tantos cantos isolados, e mesmo nas maiores metrópoles do país (e do mundo). A mídia, sendo um meio de comunicação muito eficaz entre a população deveria expor os lados negativos dos governos, pois, por mais envidentes que eles sejam para nós, grande parte da população está anestesiada pelos efeitos das campanhas e programas de ajuda social, que muitas vezes não são sulficientes para suprir as necessidades da população. Embora saibamos que essa exposição na mídia não seja a coisa mais fácil de fazer, devido ao proprio veto do governo, deveria ser livre.
    Se nós ficarmos em silêncio, estaremos fazendo exatamente o que o governo quer que façamos.
    O nosso silêncio dá espaço para a corrupção.
    Não vamos deixar que ela se acomode…

  6. Política é uma organização de pessoas para atingir um determinado objetico.A palavra política denomina arte ou ciência da organização, direção e administração de nações ou Estados, aplicando desta arte aos negócios da política interna ou aos negócios da política externa.A política hoje em dia evoluiu bastante de um tempo para ca, ja tem muitas pessoas q ja votam, e se preocupam com o “rumo” do país, mais ainda exista também muitas pessoas analfabetas que nao votam, e o que eu acho que os políticos principalmente deveriam fazer algo para ajudar nosso país a se desenvolver, mais na verdade os políticos nao estão “nem ai” para o povo e sim para o dinheiro e sua eleição, etc.A coisa boa disso é que os jovens de hoje ja estao crescendo com uma noção de política, uma noção principalmente com os políticos, e o que eles fazem ouo deixam de fazer para o nosso país.

  7. Eu acredito que nossa geração possa fazer mudanças.
    Começando a mantermos a nossa presença nos atos políticos,sabermos que aqueles que pagamos os seus salários estão a trabalho de administrar estados, cidades e o país e fazer com que há uma melhoria de vida aos que votam nele.
    Será que realmente aquele que tem mais votos nas pesquisas é o melhor para o cargo?
    E quando nós ouvimos várias promessas políticas, será que realmente são cumpridas devidamente? E o porquê será que algumas construções de prédios públicos não estão devidamente acabadas? Por que temos a impressão que para se ter uma boa educação , só terá em uma escola particular e não em uma escola do governo? As estatísticas falam que a violência baixou, mas por que ainda temos medo de andar sozinho na rua? Se você se pergunta isso deveria se perguntar,do porque acontece isso? Porque existe isso ? E culpamos automaticamente ao governo , mas tanto nós como o governo terá que mudar !
    Colocamos a culpa no governo pelas as enchentes em bairros pobres , mas será que não contribuímos também jogando lixo no chão ? Tanto o governo como a sociedade terá que mudar para obter os seus objetivos.
    Algo importante que possa realmente mudar a nossa política, é o povo brasileiro requerer os seus direitos ,os seus interesses ,é a hora de tirarmos o ar ingênuo e de tirar a venda de nossos olhos e procurar a justiça,para não termos que ouvir a famosa frase :´´acabou tudo em pizza´´…

  8. Eu acho que nossa geração é capaz de promover uma mudança. É claro, isso é um processo muito difícil e demorado, pois é necessário que grande parte da população seja conscientizada e disposta a se envolver.
    Um grande fator que atrapalha na mudança da política é a falta de conhecimento da população. Muitos governantes não investem o dinheiro em educação, e existem muitos programas sociais, como, por exemplo, o Bolsa Família, em que o governo dá o produto aos necessitados, gerando apenas mais dependência. São programas que satisfazem quem antes nem isso tinha, como na política do “pão e circo”, da Antiga Roma, em que o governo “disfarça”, uma parte do capital é usado para esses programas e, com isso, fazem com que o povo acredite que mudanças estão sendo feitas, quando na verdade usam todo o restante do dinheiro, grande quantia, para uso próprio.
    O ideal seria a criação de condições para que essas pessoas pudessem se desenvolver, intelectual e culturalmente, de modo a ficarem qualificadas para conseguirem trabalho verdadeiramente recompensador (e não sub-empregos) e assim serem independentes. No entanto a falta de conhecimento da população é interessante para muitos políticos, já que aliena, e a alienação é a garantia do voto.
    Além disso, há muitas pessoas, que por viverem bem sem a ajuda do governo, não se interessam pelo assunto. Pensam: “está ruim mas poderia estar pior”. Há muita incredulidade na mudança, as pessoas acham que uma pessoa a mais ou uma a menos não fará diferença, resultando em ninguém.
    Assim não há mudança.

  9. Analisando a política como um negócio:
    É muito simples, quem tem poder não quer sair do poder. Muito óbvio também, se eu tivesse uma empresa que desse lucros, não deixaria essa empresa para o melhor funcionário, afinal de contas, tenho que garantir o futuro da minha prole.

  10. Prole é um termo utilizado no famoso romance de George Orwell, 1984, para designar um indivíduo da classe proletária. A expressão é comumente utilizada de forma pejorativa para designar pessoas de baixo nível cultural, geralmente, assalariadas e com baixos rendimentos.

  11. Muito engraçado esse armando e o tal sala19!
    ainda nao achei o texto, to indo lá ler mas ja passei por tres lugares e nao cai nele .-.
    Na minha concepção prole é semelhante a filho, talvez haja uma conotação mas nada que destrua a ideia do periodo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s