AULA – O Fim da Guerra Fria

O Fim da Guerra Fria

  •  A Era Reagan (1981-1988): pretencente ao Partido Republicano: acirrou enfrentamentos com a União Soviética, fazendo reviver os piores momentos da Guerra Fria – promoveu violenta corrida armamentista (investimentos em tecnologia de guerra, sofisticadas armas, aviões “invisíveis”, submarinos, armas nucleares);
  • Projeto Iniciativa de Defesa Estratégica: apelidade do Guerra nas Estrelas;
  • Política Externa: ordenou a instalação de mísseis nucleares de médio alcance na Europa;
  • Ordenou sanções econômicas contra a União Soviética;
  • América Latina: promoveu a invasão da Ilha de Granada, além de financiar grupos guerrilheiros contrários ao regime nicaraguense de enquerda implantado no país desde 1979;
  • Economia: adoção de práticas neoliberais – baseadas na promoção do livre comércio e da livre circulação de capital ; Cortou gastos do governo, principalmente sociais;
  • Dentro da lógica da Guerra Fria o fortalecimento militar de uma superpotência deveria ser acompanhado pelo da outra – a União Soviética também aumentou seus gastos militares;
  • CRISE SOVIÉTICA: Leonid Brejnev (1964-1982) estagnação econômica;
  • Centralismo e crescente burocratização: impediu que o país dimanizasse a economia e as inovações tecnológicas – queda na produtividade e diminuição da eficiência econômica;
  • Mas a produção de armas prosseguia em alta
  • Política: Brejnev reprimia dissidentes com violência (1968 – Tchecoslováquia – Alexandre Dubcek: passou a buscar um socialismo “humanizado”);
  • Brejnev: ordenou a repressão violenta do movimento, através da invasão do país, no episódio que ficou conhecido como Primavera de Praga;
  • 1980 – Polônia: intensa agitação trabalhista sob a liderança do sindicato independente Solidariedade liderado pelo operário Lech Walesa – buscava mudanças econômicas e políticas no país – duramente reprimido pelo governo polonês com apoio soviético.
  • Iúri Andropov (1982-1984);
  • Konstantin Tchernenko (1984-1985) – situação econômica se agravava;
  • PIB Soviético declinou e o país passou a ser basicamente um exportador de produtos naturais (petróleo e gás natural);
  • Ao mesmo tempo passou a importar máquinas e equipamentos do em quantidades crescentes;

 

A URSS e as Reformas de Gorbatchev
1985-1991

  •  1985: Mikhail Gorbatchev – realizou profundas reformas no país: projetou a reestruturação da economia (perestroika), buscando maior eficiência e produção;
  • Entrada de capital estrangeiro: para estimular pequenas e grandes empresas – produção de bens de consumo – o complexo militar industrial seria desmontado;
  • A Perestroika seria completada com a glasnost (transparência política) –mudança no sistema administrativo e governamental
  • A política seria completada com o fim do monopólio político do Partido Comunista e a convocação de eleições diretas em 1994;
  • Gorbatchev buscou aproximação com os Estados Unidos;
  • 1987 – foi assinado um acordo de eliminação dos mísseis nucleares de médio alcance na Europa;
  • 1988: a União Soviética retirou suas tropas do Afeganistão;
  • 1991 – foi extinto o Pacto de Varsóvia (aliança formada pelos países do Leste Europeu e URSS – 1955 )

 

NOVA ORDEM INTERNACIONAL

  •  O fim da Guerra Fria e o desaparecimento da União Soviética registraram o encerramento de um prolongado período de bipolarização mundial;
  • 1960: Terceira Revolução Industrial – aceleração e aperfeiçoamento da produção (uso da química, biotecnologia, microeletrônica) – telecomunicações, aplicações na automação industrial;
  • Processo de concentração de capital;
  • Globalização – empresas gigantescas passaram a buscar mais mercados consumidores, mercados internacionais, rompendo barreiras alfandegárias e todo tipo de protecionismo – Mundialização Capitalista;
  • 1990: as 500 maiores empresas do mundo controlavam cerca de 80% do comércio mundial;
  • Resultado: ampliação do mercado, agora realmente mundial, e da concorrência entre grandes corporações;
  • Qualidade e preços competitivos: passaram a ser fundamentais;
  • Franquias: venda do direito de uso de uma marca (já consagrada), de produtos ou serviços em outras regiões;
  • Terceirização: transferência de serviços de uma empresa a outra mais eficiente, para cumprir certas funções específicas, como segurança, limpeza, refeições, etc.);
  • Novos Blocos Econômicos: UE – União Européia foi pioneira;
  • NAFTA: North American Free Trade Agreement – liderado pelos Estados Unidos e incluindo Canadá e México;
  • Bloco do Pacífico: Leste asiático, sob a liderança do Japão;
  • OMC – Organização Mundial do Comércio: passou a estimular a queda de barreiras protecionistas, com o objetivo de ampliar o comércio mundial;
  • G-7: EUA, Canadá, Alemanha, Inglaterra, Japão, França e Itália;
  • G-3: EUA, Alemanha e Japão: representantes das maiores economias do NAFTA, UE, Bloco Pacífico;

NEOLIBERALISMO

  • Friedrich Hayek (prêmio Nobel de economia em 1974);
  • Milton Friedman (prêmio Nobel de economia em 1976);
  • Expansão dos interesses privados – na prática Ronald Regan (1981-1988), Margareth Thatcher (1979-1990) e Helmut Kohl (1982-1998) foram os primeiros grandes defensores de tais práticas;
  • Estado Mínimo, Privatizações – Desmontagem do “Estado do Bem-estar social”

CONSENSO DE WASHINGTON

  • Esse nome foi criado em 1989, por um ex-funcionário do Banco Mundial e FMI, o economista inglês John Williamson, e nasceu durante a preparação de uma Conferência – pressão para a abertura das economias mundiais;
  • Miséria, desemprego, trabalho informal
Anúncios

Um comentário em “AULA – O Fim da Guerra Fria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s