AULA – A REPÚBLICA DOS GENERAIS

A República dos Generais
1964-1985
Ordem econômica: Modernização e subdesenvolvimento

 

Modelo econômico:

  • Crescimento econômico em setores estratégicos: agricultura, indústria, mineração;
  • Medidas adotadas: aumento da taxa de reinvestimento; incentivo aos investimentos estrangeiros; obtenção de empréstimos externos; crescimento da participação do Estado na Economia.
  • Resultados do Modelo: aumento da participação do Estado na economiae o suegimento das multinacionais.
  • Do “milagre econômico” ao desastre.

 

 Do “Milagre” ao Desastre

  • Modernização administrativa e gerencial – maior eficácia;
  • Organismos e empresas estatais passaram a atuar sem controle da sociedade – sem prestação de contas;
  • Privatização do Estado: influência de grupos econômicos e políticos nos negócios do Estado (corrupção);

 

 Economia na Ditadura:

  • 4 fases: (a) estabilização 1964-1967; (b) crescimento 1968-1973; ( c) desaceleração 1974-1980; (d) recessão 1981-1985;
  • Estabilização: Presidente Castelo Branco e Ministro do Planejamento Roberto Campos (defensor do capital estrangeiro);
  • 1964-1966 – PAEG – Plano de Ação econômica do Governo: Acelerar o crescimento econômico e combater a inflação;
  • Crescimento: 1968-1973: “Milagre” brasileiro – Presidente Costa e Silva e Ministro da Fazenda Delfim Netto;
  • Crescimento dos lucros/redução de salários; incentivos fiscais; investimento estatal; aumento do comércio internacional; estímulo às exportações; privilégios às multinacionais; empréstimos de bancos internacionais; estímulo ao consumo das classes médias e altas (bens de consumo duráveis); BNH – Banco Nacional de Habitação – financiou imóveis da classe A e até a construção de shoppings centers; obras públicas faraônicas: Transamazônia, ponte Rio-Niterói, Hidrelétrica de Itaipú, Usina Nuclear de Angra dos Reis.

 

Regime Autoritário: Ditadura e Repressão

  • Marechal Castelo Branco 1964-1967
  • AI -1: Poderes para cassar o mandato de parlamentares, suspender direitos políticos de cidadãos por 10 anos, aposentar sumariamente funcionários civís e militares, decretar estado de sítio sem autorização do Congresso Nacional;
  • Decretos autoritários – poderes absolutos ao presidente;
  • Costa e Silva – Ministro da Guerra – representante da “Linha Dura”
  • SNI – Serviço Nacional de Informação: General Golbery do Couto e Silva – aparelho repressivo;
  • Disputa dentro das Forças Armadas: “brandos”=pombos “duros”=falcões
  • AI-2: Extinguiu os partidos políticos, eleições indiretas;
  • AI-3: Transformou em indiretas as eleições dos governadores;
  • AI-4: incorporação dos Atos na Constituição;
  • Obs: após o AI-2 – instituição do bipartidarismo;
  • ARENA: Aliança Renovadora Nacional;
  • MDB: Movimento Democrático Brasileiro;
  • 1967: Constituição Brasileira (Marechal Costa e Silva);
  • 1968: repressão política – morte do estudante Edson Luís – Aumento dos Protestos: passeata dos 100 mil – contra o governo no RJ;
  • Frente Ampla: Luta pela democratização;
  • Rede Globo: venda de terras a estrangeiros; remessa de dólares Time Life (feita à Globo) – Rede Globo se transforma na maior rede de TV do País;
  • AI-5: Fechamento do  Congresso, Assembléias e Câmaras, suspensão dos direitos políticos, proibição em se defender na justiça.

 

Para-Sar: unidade de buscas e salvamento da FAB: utilizado em missões de assassinatos de líderes políticos e estudantis, que seriam sequestrados, colocados a bordo de um avião e lançados ao mar, a 40 quilômetros da costa;

JUNTA MILITAR (1969) – Tomada do poder pelos ministros militares foi um golpe dentro do golpe e deu início ao período mais violento do regime;

– Realizou suas próprias reformas e introduziu uma nova lei de Segurança Nacional ainda mais violenta que a anterior – Ministro da Justiça Gama e Silva.

  • A Junta declarou vaga a Presidência da República e a Vice-presidência: e deu início ao processo de escolha do novo presidente – O indicado foi o General Médici, ex chefe do SNI (1969-1974);
  • Médici – Terror na Ordem do Dia
  • A presidência do General Médici ocorreu em clima de “Milagre Econômico”, sonho do “Brasil Potência”! e a realização de obras caríssimas – exploração em torno da conquista do tricampeonato mundial de futebol em 1970.
  • Terrorismo político do governo em relação a sociedade civil;
  • O PCB foi contra a luta armada, pois percebeu que não existiam condições de vitória e que isso serviria como mais um pretexto para justificar o radicalismo e a violência do Regime;
  • Parte da esquerda discordou dessa opinião, abandonou o PCB, partindo para a luta: as organizações mais conhecidas foram PC do B, MNR (Movimento Nacionalista Revolucionário), MRT (Movimento Revolucionário Tiradentes), ALN (Ação Libertadora Nacional), VPR (Vanguarda Popular Revolucionária) e MR-8 (Movimento Revolucionário 8 de outubro);
  • Guerrilha: líderes mais famosos o ex deputado Carlos Marighella e o capitão do Exército Carlos Lamarca;
  • No último ano do governo Médici assistiu ao colapso do “milagre econômico”: a inflação voltou a crescer – apesar da diversificação do parque industrial brasileiro, o país estava atolado em dívidas (externa principalmente); a distribuição de renda piorava muito também.
  • 1974 – Ressurgimento dos Movimentos Sociais no Brasil – Metalúrgicos do ABC
Anúncios

2 comentários em “AULA – A REPÚBLICA DOS GENERAIS

  1. Acho que não seria correto dizer que João Goulart foi deposto, pois não houve uma retirada extremamente forçada, apesar dos generais forçrem um pouco, Jango fgiu deixando o pais sm um comandante,assim os militres assumiram

  2. Já eu acho que ele foi deposto sim! Ele só saiu do Brasil quando empossaram o presidente da camera renato mazzilli, e tinha visto que não teria mais como continuar na presidencia!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s