AULA – Revolução Francesa

*Maturidade da Burguesia;
*Queda do Absolutismo;
*Poder político da burguesia;
*Avanço do capitalismo;
*Burguesia francesa: já dominava as finanças, o comércio e as indústrias (atividades centrais do capitalismo);

*O que impedia o avanço do capitalismo?
-obstáculos do feudalismo;
-impostos, estruturas tradicionais;
-servidão.

RAZÕES PRINCIPAIS DA REVOLUÇÃO:

*Despotismo dos Bourbon: absolutismo, teoria do Direito Divino, nenhum limite à autoridade do Rei (Ex: Luis XIV, Luis XV e Luis XVI);
*Crise Financeira: desordem administrativa, desperdício, gastos com guerras (Guerra dos Sete Anos) – comprometeu as finanças;
*Mercantilismo: regulamentos, proibições e taxações do Estado Absoluto;
*Privilégios Feudais: burguesia não tinha influência política na corte e era marginalizada socialmente. A estrutura feudal impedia a expansão do mercado consumidor. Assim a sociedade francesa era ainda estamental:
– Primeiro Estado – Clero;
-Segundo Estado – Nobreza;
-Terceiro Estado – a maioria da população (burguesia alta, média e baixa, artesãos, operários, sans-culottes, camponeses, servos). ´Pagavam impostos!!!

*Iluminismo/ Liberalismo: mostraram a inadequação da estrutura política do Estado Absolutista;

INÍCIO DA REVOLUÇÃO:
*1786:situação financeira da França se agravou;
*Concorrência com os produtos ingleses – os produtos entravam na França sem pagar impostos;
*Luis XVI: concessão aos Ingleses arruinou o comércio francês;
*Secas e Inundações comprometiam a agricultura;
*Ministro das Finanças: Calonne – convocou a nobreza e o clero para contribuírem com o fisco na chamada Assembléia dos Notáveis. Calonne se demitiu;
*O rei pediu apoio da burguesia que exigiu a nomeação de Necker para o Ministério das Finanças: Necker convocou os Estados Gerais (isso não acontecia desde 1614);
*5 de maio de 1789: abriu-se a sessão dos Estados Gerais, no Palácio de Versalhes:
-Interesses antagônicos entraram em choque;
-Impossibilidade de conciliar as tendências;
-Luís XVI: dissolução dos Estados Gerais;

*Terceiro Estado: rebelou-se – invadiu a sala do jogo da péla – Juramento do Jogo da Péla – Os membros do Terceiro Estado não se separariam enquanto a França não tivesse uma Constituição.
*9 de julho – Assembléia Nacional Constituinte;
*Luís XVI ordenou que o clero e a nobreza participassem da Assembléia;
*14 de Julho de 1789 – Tomada da Bastilha (uma fortaleza, símbolo do poder absoluto, onde eram encarcerados os inimigos da realeza);
*Foi criada uma Guarda Nacional – milícia burguesa comandada por Lafayette;
*Período do Terror – camponeses invadiram e incendiaram castelos e massacraram milhares de nobres;

ETAPAS DA REVOLUÇÃO FRANCESA

1-) Fase da Assembléia Nacional 1789-1792;
-Conhecida como fase burguesa – abolição dos privilégios feudais, Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão – Igualdade e liberdade
– Assembléia passou para o Estado os Bens da Igreja – os padres passaram a ser funcionários do Estado – Constituição Civil do Clero 1790;
– Papa Pio VI: condenou estas ações – o clero francês se dividiu em juramentado e refratário.
– Luis XVI: 1791 – tentou fugir da França para tentar restaurar o Antigo Regime, mas foi detido na cidade de Varennes;

FASE DA CONVENÇÃO NACIONAL 1792-1795:

Grandes Partidos:
Girondinos: monopolizavam o governo, sentavam-se à direita; eram contrários aos sans-culottes, queriam consolidar as conquistas burguesas;
Jacobinos: moderados no início; representavam a média burguesia empobrecida pelas crises; sentavam-se à esquerda, transformaram-se na ala Radical.
Convenção Girondina: de setembro de 1792 a julho de 1793 – período em que Luis XVI foi executado

*Neste período países como Áustria, Prússia, Holanda, Espanha e Inglaterra organizaram a PRIMEIRA COLIGAÇÃO contra a França – tinham medo que o exemplo francês fosse seguido em seus países.

*2 de julho de 1793: jacobinos tomaram a Convenção, prenderam os líderes girondinos, decretaram o sufrágio universal masculino e derrotaram o partido da Gironda;
*Jacobinos assumiram o poder, dando início à Convenção Montanhesa (1793-1794).

PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS:
*Introdução de um novo calendário (ano I = 1793);
*Elaboração da Constituição do Ano I;
*Ensino Básico gratuito e obrigatório;
*Abolição da escravidão nas colônias;
*Instalação do Terror: guilhotina!!!!
*Líderes Jacobinos: Robespierre, Danton, Marat;

Marat foi assassinado por uma girondina;
Danton guilhotinado a mando de Robespierre
*O Período do Terror deu espaço para que os Girondinos se reorganizassem para tomar o poder;
*Em 1794 os girondinos conseguiram depor e guilhotinar Robespierre;
*Reação Termidoriana (golpe do mês Termidor – correspondente a Julho, segundo o novo calendário em vigor);
*Iniciou a Convenção Termidoriana: fase de transição para a consolidação e predomínio da alta burguesia.
*1795 – Nova Constituição que atendia os interesses desta nova configuração política.

FASE DO DIRETÓRIO 1795-1799
*Nova Constituição;
*Novo governo – alta burguesia;
*Instabilidade política e econômica;
*Levantes populares;
*1796 – Conspiração dos Iguais, liderados por Babeuf;
*Governo incapaz de conter os problemas econômicos e de assegurar a pacificação;
*Golpe do 18 Brumário (9 de novembro) – Levou ao poder Napoleão Bonaparte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s